ENTREVISTA DE EMPREGO

Está procurando um emprego, passou nas primeiras fases e está desesperado com a entrevista? Vem ler nossas dicas: 

Entrevista de emprego é um dos momentos mais temidos dos processos seletivos.
Não por acaso: o candidato fica frente a frente com o recrutador e tem pouco tempo para impressionar.  Além disso, precisa controlar o nervosismo, se atentar à forma com que fala, à postura, e responder as perguntas objetivamente.  Destacar-se em uma entrevista de emprego também requer que o perfil, objetivo e habilidades do profissional estejam alinhadas ao que a empresa busca.
Mostre  seu valor e conquiste o entrevistador com a leitura completa das nossas dicas.

A PREPARAÇÃO

  •  A preparação começa com o currículo, que será o mediador da conversa com o recrutador. Exponha seus resultados, além de  habilidades e  conhecimentos, e treine explicar cada um dos pontos mencionados.
     

  • Saiba explicar sua trajetória, com clareza e  sem esquecer dos fatos e momentos mais  relevantes, como metas atingidas e projetos bem sucedidos, mas também  reconhecendo pontos a se desenvolver e erros cometidos.
     

  • Não se esqueça de fazer uma pesquisa sobre a empresa não somente sobre os serviços oferecidos, mas também acerca de sua cultura e o segmento que ela se encaixa. Além de auxiliar na autoconfiança em relação ao processo seletivo, também ajuda  a entender o perfil de profissional que a empresa busca.
     

  • Trabalhe seu nervosismo, controle os sinais de tensão e substitua-os por sinais de autoconfiança e segurança.
     

  • Desenvolva a técnica de storytelling, que é a arte de contar boas histórias, principalmente ao falar de si mesmo, além disso, Use números quando for possível – métricas concretas ajudam sua história a ser mais marcante.

  • Trabalhe sua inteligência emocional, isso demonstra que você tem capacidade de gerenciar bem seus sentimentos e consequentemente lidará bem com possíveis conflitos dentro da empresa.

NO MOMENTO DA ENTREVISTA

  • No dia da entrevista fique atento a todas as situações que podem ser evitadas, por exemplo, atrasos, se organize para sair de casa mais cedo, ou em situação remota, confira se seu equipamento está funcionando corretamente, caso tenha algum problema que te impeça de seguir o cronograma avise com antecedência.
     

  • Caso o entrevistador faça uma pergunta que te deixe desconfortável, avalie a situação e tente responder de maneira objetiva e direta. Essa dica vale também para situações em que *o entrevistador se mostra mal-humorado ou até mesmo “frio”, mantenha-se concentrado em suas respostas e não deixe que isso interfira em seu nervosismo.
     

  • Tome cuidado para não narrar sua história mecanicamente.
     

  • Encontre um diferencial em suas experiências  e use-o a seu favor,  por exemplo. Como enfrentou um desafio ou mudou algum processo em determinado projeto. 

  • Meios de demonstrar sua habilidade de inteligência emocional são: ouvir ativamente, mostrar que você busca melhorar e não ter medo de mencionar conflitos.
     

  • Fazer perguntas ao final da entrevista é fundamental para mostrar que você esteve atento ao processo e é interessado, de fato, na empresa. Alguns exemplos são: 

    • O que significa sucesso para funcionários em posições iniciais nessa empresa?

    • Como a empresa vai estar daqui a um ano? De todas e quaisquer perspectivas – produto, pessoas, equipes, receita.

    • Como você descreveria a equipe e o gerente do time em que eu trabalharia?

ENTREVISTAS NÃO PRESENCIAIS

  • ENTREVISTA POR VÍDEO CHAMADA:

    • Ter uma boa conectividade de internet: Isso faz com que o processo ocorra sem grandes interrupções e desentendimentos, evitando falhas de comunicação. Lembre-se de avisar com antecedência caso algo não esteja de acordo.

    • Cuidar do seu marketing pessoal: Assim como na entrevista presencial, o recrutador espera que o candidato fale sobre suas competências e principais resultados.

    •  Escolher um lugar apropriado: O espaço ideal precisa ser silencioso e adequadamente iluminado. Algumas ferramentas de comunicação permitem, por exemplo, ‘embaçar’ o que está atrás do entrevistado, que pode ser um recurso interessante quando não se tem um ambiente mais adequado em casa para realizar a conversa. O importante é que o candidato se sinta à vontade e tenha poucas possibilidades de interrupção.

  • VÍDEO-ENTREVISTA (o vídeo é enviado, o recrutador não está presente):

    • Se informe sobre o tempo e o formato do vídeo, também não deixe de conferir se o áudio e a imagem estão de acordo

    • Escolha um ambiente silencioso e organizado, certifique-se de que não haja distrações ao seu redor.

    • Vista-se como se você fosse a uma entrevista presencial. Baseado em sua pesquisa, sobre a emprega e a vaga escolha um traje que se adeque a esse contexto.

    • Escreva um roteiro do que pretende falar, que seja, de preferência, objetivo e que permita você o siga com segurança  sem ter que ficar lendo.

    • Foque em momentos de sua trajetória além do currículo, use a criatividade para contar sua história e  evite falas engessadas.

    • Tome cuidado para não produzir um vídeo muito descontraído, tenha como base a formalidade exigida pela vaga.

​​​​

  • REDAÇÃO COMO ENTREVISTA:

    • Em algumas entrevistas, o recrutador pede uma redação. O tema pode variar, mas em geral é sobre a empresa ou o candidato, sua trajetória.

    • O objetivo é entender o que o profissional sabe sobre a companhia, se pesquisou, se preparou, e se compreende o negócio, bem como se o candidato tem noção sobre seus objetivos, vontade de se desenvolver e alinhamento com suas metas.

    • Tenha cuidado ao usar com frequência palavras muito complexas: o material pode se tornar confuso e perder a coesão, que é um dos quesitos mais valiosos para quem avalia nesse contexto.

PÓS ENTREVISTA

O que fazer depois da entrevista é uma dúvida entre muitos candidatos. É possível que:

  • Você mande um e-mail agradecendo a disposição do recrutador, caso tenha sido recomendado por alguém, é importante ressaltar isso no e-mail de agradecimento.
     

  • Durante a conversa, se o entrevistador pediu que você solucionasse um problema, envie um e-mail aprofundando sua proposta. Ou envie os trabalhos que mencionou.
     

  • Tenha cuidado e perceba se ele deixou espaço ou não para um novo contato.

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Nos acompanhe por aqui e nas nossas redes para descobrir mais!